A espanhola Ana Carrasco tornou-se na primeira mulher a conquistar um título mundial de motociclismo de velocidade, ao sagrar-se campeã de Supersport 300, no circuito francês Magny-Cours.

A conquista de Ana Carrasco para o mundo do motociclismo

A espanhola Ana Carrasco tornou-se no  domingo, 30 de setembro,  na primeira mulher a conquistar um título mundial de motociclismo de velocidade, ao sagrar-se campeã de Supersport 300, no circuito francês Magny-Cours.

A 13.ª posição na última etapa do campeonato foi suficiente para a piloto assegurar o triunfo final, que dedicou ao amigo Luis Salom, que morreu em 03 de junho de 2016, aos 24 anos, durante uma corrida do Mundial de Moto2.

“Estou supercontente, mas foi muito difícil chegar aqui. Quero agradecer o apoio a toda a equipa Kawasaki, que trabalhou muito, e a também à minha família, que sempre me apoiou durante estes anos, e aos meus amigos”, disse Ana Carrasco, de 21 anos.

A conquista de Ana Carrasco para o mundo do motociclismo

O feito foi tão importante que teve manifestações de personalidades:
“Parabéns, Ana Carrasco, hoje você fez história!! A primeira mulher que vence um campeonato mundial de motociclismo” – Pedro Sánchez, presidente da Espanha.

“Estou muito feliz, é importante para o motociclismo que Ana tenha mostrado que as mulheres também podem ser rápidas nas corridas, e ela é espanhola e, portanto, ainda mais feliz” Marc Márquez, campeão da MotoGP e virtual campeão deste ano.

Em 2017, a espanhola já tinha feito história,  tornando-se na primeira mulher a vencer uma corrida de motociclismo de velocidade de um Mundial, ao vencer a etapa de Portimão.

Ana Carrasco estreou-se em Moto3 em 2013, tendo, então, sido a mais jovem mulher a conquistar pontos na terceira categoria do campeonato do mundo.

Post de Ana Carrasco em seu Twitter:

Com informações: Observador – PT