Cal Crutchlow vence o GP da Argentina; Márquez tem um dia para esquecer

//Cal Crutchlow vence o GP da Argentina; Márquez tem um dia para esquecer

A corrida principal do Grande Prêmio de Termas de Rio Hondo teve de tudo. Desde um adiamento por conta das condições de chuva, onde Jack Miller foi o único a não fazer a troca de pneus, passando por uma corrida desesperada e desastrada de Marc Márquez, até a incontestável vitória do britânico Cal Crutchlow.

Desde o início, a corrida da categoria rainha da MotoGP na Argentina já dava pintas de ser algo fora do comum. E isso não apenas por nomes até então pouco falados estarem nas primeiras colocações na largada, sobretudo, o australiano Jack Miller que conquistou a pole no dia anterior.

Assim como fez no sábado, Miller foi firme em suas escolhas de pneus no domingo. Convicção que todos os outros pilotos não tiveram e assim que perceberam que não teria mais possibilidade de chuva, todos  foram aos boxes fazer a troca de pneus. Somente Miller ficou na pista. Nesse caso, segundo as regras, o piloto que decide trocar pneus antes da largada tem que largar do box. Miller e sua equipe quiseram fazer valer essa regra, mas seria impossível todos os pilotos saírem a mais de 100 por hora dos boxes ao mesmo tempo.

Assim, a direção da corrida decidiu que Miller largaria na pole e os outros com uma diferença de 3 posições atrás. Até aí, por mais que Miller e sua equipe discordassem da decisão, as coisas estavam caminhando.

Foi então que entrou em cena o personagem do dia: Marc Márquez. Pra começar, no momento da largada, a moto dele apagou o motor. Ele empurrou, até pegar no “tranco”. Desobedeceu um fiscal de pista e voltou pra posição dele de forma afoita.

Com isso o espanhol recebeu a punição de uma volta, quando liderava a corrida. Ele voltou da punição na 19ª posição. E quando resolveu que iria chegar até lá na frente, não mediu riscos em suas ultrapassagens. Pelo menos duas ultrapassagens de risco, até o momento em que praticamente jogou Valentino Rossi pra fora da pista. O italiano conseguiu voltar e terminar a corrida, mas entre as ultimas posições.

Momento em que Rossi é lançado pra fora da pista por Márquez - Foto: MotoGP

Momento em que Rossi é lançado pra fora da pista por Márquez – Foto: MotoGP

No final Márquez chegou em em quinto, mas foi classificado em 18º porque foi penalizado em 30 segundos. Márquez chegou a ir no box de Valentino Rossi para pedir desculpas, mas Valentino nem chegou a da parte de trás de seu box. Veja o vídeo.

Avesso a tudo isso, o britânico Cal Crutchlow travava uma briga gigantesca com o francês Johann Zarco e com Alex Rins da Suzuki.  Esses três se revezaram algumas vezes na primeira posição. Mas no final o resultado foi esse mesmo: Crutchlow em primeiro, Zarco em segundo e Rins completando o pódio em terceiro.  Com o resultado Crutchlow assume também a liderança do campeonato.

Cal Crutchlow comemora a vitória e liderança do campeonato na Argentina. – Foto: MotoGP

Na Moto2 Eric Granado não teve um bom dia

O final de semana até parecia que seria melhor para Eric Granado e a Equipe Forward. Mas mais uma vez, parece que Suter não colaborou muito. Granado chegou a terminar a corrida na última posição. A assessoria divulgou uma nota onde o piloto brasileiro diz o seguinte: “Estou trabalhando bastante para aumentar meu desempenho a cada etapa. No Mundial o nível é altíssimo, mas sei que sou capaz de alcançar resultados melhores.

Eric embarca para o Brasil na próxima segunda-feira, onde cumprirá compromissos com patrocinadores. Em seguida, seguirá para os Estados Unidos, onde acontecerá a terceira etapa da Moto2.

A MotoGP retorna no dia 22 de abril, com o GP das Américas, realizado no Circuito de Austin, no Texas, EUA.

2018-04-08T20:51:17+00:00 08 Abril - 2018|

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: