Os modelos tradicionais do mercado de entretenimento precisam mudar constantemente, trazendo novidades, para poder acompanhar as tendências das novas gerações

Tork and Roll

Tork and Roll

Um novo “show bar”, que vai ser inaugurado em fevereiro em Curitiba, vai trazer o conceito de entretenimento e gastronomia para a capital do Paraná. E será o primeiro de uma nova rede que planeja se expandir pelo Brasil. Com a marca “Tork and Roll”, esta primeira casa vai ter um grande espaço, reunindo shows, bares e praça de alimentação.

O projeto é multifuncional, incluindo a realização de grandes eventos, sempre em torno de temas sobre rock e motocicletas.  E os shows serão de bandas nacionais e internacionais. A decoração também é temática, com imagens urbanas, de estradas e graffites. O projeto da primeira casa foi do escritório de arquitetura Dória Lopes Fiuza.

Um dos sócios do empreendimento, Darli Antonio Borin, informa que a nova casa está finalizando a construção no Bairro Rebouças, na região central de Curitiba, com muitas inovações. O local foi projetado para 2500 pessoas. O grupo acredita que o público hoje está procurando espaços compartilhados, com muitas opções, onde pode ter uma maior sensação de escolha, e evitar filas e o pagamento de entradas: “Com a tecnologia e a internet, as pessoas agora querem ter a sensação de estar em vários lugares ao mesmo tempo. E o “Tork and Roll” foi criado para atender a esta nova necessidade”.  Borin é administrador de empresas, com passagens pela direção de grandes grupos do Sul do Brasil.

Mercado em Transformação

O que provoca mudanças neste mercado, segundo os criadores da casa, é a chegada de novas gerações e modismos. E é isso o que leva aos fechamentos e aberturas seguidas de casas de entretenimento. No momento as casas noturnas deste segmento, estão ficando com espaços menores. E a inovação permanente é o caminho: “Os modelos tradicionais do mercado de entretenimento precisam mudar constantemente, trazendo novidades, para poder acompanhar as tendências das novas gerações. E é por falta desta visão que muitas casas noturnas estão em declínio”, explica Darli Antonio Borin.

Inovações

A aposta é criar o conceito de um shopping de entretenimento. A entrada não será cobrada, mas sim o consumo. E o couvert artístico vai ser cobrado apenas em shows de grandes bandas nacionais ou internacionais.  O “Tork and Roll” vai se apresentar ao mercado como um espaço único, com segurança e qualidade de atendimento, e atrações sempre diferenciadas.

Os shows vão ser de quarta a domingo, em um grande palco. E o som é planejado para animar a área de dança, e de concentração de público, sem que atrapalhe a conversa no resto do ambiente, ou na praça de alimentação. Também haverá apresentações nos horários de “happy hour”, nas quartas e quintas, com jazz e blues jazz, ou country americano.

No bar da praça de alimentação o atendimento será feito por muitos garçons e garçonetes, que também farão coreografias em cima de um balcão, em alguns momentos, no modelo dos bares de rock americanos.  Ainda na área de alimentação, as opções serão uma hamburgueria, e pontos de assados de costela de porco, de carne de cordeiro, massas e uma loja de frios.

A área vip, no segundo andar, vai ter 16 camarotes para possibilitar o acompanhamento dos shows com ampla visão, e também, para dar mais conforto durante a apresentação de outros eventos, como lutas de MMA.

Shopping Temático

Dentro da casa de shows estão sendo instaladas 12 lojas, com acessórios personalizados de motociclismo e rock, tabacaria, tatuagens e outras opções deste setor.  Na área de serviços haverá um local de lavagem e higienização de motos à vapor, em um sistema ecológico que utiliza pouca água. Também há um grande espaço liberado no estacionamento para motocicletas. E neste momento está acontecendo ainda a busca por produtos e marcas parceiras, que vão ter espaços de visibilidade e vendas dentro do empreendimento. A previsão é de um público de 30 mil visitantes ao mês.

Programação

Os eventos serão sempre em torno dos segmentos principais, como shows de rock, motocicletas e gastronomia. E o encontro de carros antigos. O funcionamento será de quarta a domingo. Nas quartas e quintas, a happy hour com blues jazz começa às 17 horas. Aos sábados e domingos a casa abrirá às 11h30. Nas sextas e sábados o encontro é para a balada. E no domingo o principal evento é o encontro festivo de motos. E para quem quer tomar chope com tranquilidade, a casa vai ter ainda um lounge de espera por táxis, ou carros de aplicativos.