GP de Motovelocidade abre em Curitiba reta decisiva da temporada de 2015
Matthieu Lussiana lidera o campeonato na categoria 1000 e ganhou a primeira corrida na abertura da temporada em Curitiba
Programação oficial da quinta etapa do Brasileiro de Motovelocidade terá início na sexta-feira, com corridas no domingo
A disputa pelos títulos do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade de 2015 chega à sua reta decisiva. As corridas do GP Lubrax vão marcar domingo (30), no Autódromo Internacional de Curitiba, a abertura da segunda metade da temporada do Moto 1000 GP. A quarta das oito etapas da competição terá em ação nos treinos e corridas cerca de 80 pilotos, inscritos nas categorias GP 1000/GP 1000 Evo, GP 600/GP 600 Evo, GP Light e GPR 250.
Localizado na cidade de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, o traçado de 3.695 metros é caracterizado por uma das retas mais extensas do Moto 1000 GP, o que evidencia a expectativa de, mais uma vez, os pilotos da GP 1000, categoria principal, romperem a barreira dos 300 km/h de velocidade final. A pista costuma frisar o equilíbrio técnico, a ponto de quatro marcas terem levado seus pilotos à vitória na última edição da etapa.
Foi em Curitiba que o Moto 1000 GP abriu a temporada de 2015. A GP 1000 teve vitória do francês Matthieu Lussiana, piloto de uma BMW. O paulista Diego Pretel, de Ducati, ganhou a classe GP 1000 Evo. O primeiro na GP Light foi o paranaense Rafael Nunes, com uma Suzuki. Os outros três vencedores pilotaram motos Honda: os paulistas Eric Granado e Ton Kawakami, na GP 600 e na GPR 250, e o gaúcho Marciano Santin, na GP 600 Evo.
GP de Motovelocidade abre em Curitiba reta decisiva da temporada de 2015
A torcida local vai ser pelo curitibano Rafa Nunes, da Light que também venceu na primeira corrida em Curitiba 
É a primeira vez que o Moto 1000 GP visita o Autódromo Internacional de Curitiba duas vezes no mesmo ano. O circuito foi palco de duas etapas na temporada de 2012, mas em rodada dupla que teve suas provas desenvolvidas em um único fim de semana. Em 2011, Curitiba recebeu a quinta e penúltima etapa, em época de rodadas duplas regulamentares. Nos demais anos, a pista sediou a segunda etapa de 2013, a sexta de 2014 e a primeira de 2015.
A movimentação do GP Lubrax em pista terá início na quinta-feira (27), com sessões de treinos extraoficiais para todas as categorias do Brasileiro de Motovelocidade. A programação de treinos livres da etapa será desenvolvida na sexta-feira (28) e no sábado (29), dia em que também serão disputadas as tomadas de tempo classificatórias. As quatro corridas do GP Lubrax e a prova da categoria de iniciação Cup Escola acontecerão no domingo.
As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o lubrificante Lubrax Tecno Moto. A Petrobras e a Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, que fornece seus pneus de competição a todas as equipes inscritas. O Moto 1000 GP também conta em 2015 com o apoio de Beta Ferramentas, MSR Macacões Personalizados, Puig, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

MOTO 1000 GP – CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO

(Os cinco primeiros colocados em cada categoria do Brasileiro)
GP 1000
1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, 101
2º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, 73
3º) Miguel Praia (POR/Honda), Center Moto Racing Team, 60
4º) Wesley Gutierrez (PR/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, 51
5º) Sebastiano Zerbo (ITA/Kawasaki), Target Race Superbike Team, 37
GP 1000 Evo
1º) Nick Iatauro (SP/Suzuki), Team Suzuki-PRT, 79
2º) Diego Pretel (SP/Ducati), DRT-Ducati, 70
3º) Victor Moura (PR/BMW), M2B Racing, 56
4º) Marcos Salles (PR/Honda), MS Racing Team, 36
5º) Ian Testa (DF/Ducati), DON Racing Team, 16
GP 600
1º) Eric Granado (SP/Honda), GST Honda Mobil Super Racing, 107
2º) Joelsu Mitiko (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, 57
3º) Alex Pires (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, 42
3º) Ian Testa (DF/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, 42
5º) Juan Solorza (ARG/Yamaha), Solorza Competicion, 40
GP 600 Evo
1º) Marciano Santin (RS/Kawasaki), Santin Racing, 95
2º) Marcelo Dias (BA/Honda), 2MT-PRT, 58
3º) Márcio Bortolini (PR/Honda), City Service BSB Motor Racing, 51
4º) Flávio Pavanelli (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, 41
5º) Victor Luciano (SP/Kawasaki), Walmax Racing, 35
GP Light
1º) Rafael Nunes (PR/Suzuki), Taem Suzuki-PRT, 88
2º) Marcelo Dahmer (RS/Honda), K Racing, 73
3º) Henrique Castro (DF/Kawasaki), City Service BSB Motor Racing, 57
4º) Jean Vieira (SC/Kawasaki), MS Racing Team, 46
5º) Ricardo Levy (SP/Ducati), DRT-Ducati, 36
GPR 250
1º) Ton Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, 87
2º) Brian David (MS/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 65
3º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 52
4º) Guilherme Brito (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 42
5º) Rafael Traldi (SP/Honda), Motonil Motors-PDV Brasil, 38