Moto GP da França: Márquez cada vez mais estrategista

Marc Márquez vence mais uma. A terceira vitória seguida na MotoGP e dessa vez em Le Mans, no Grande Prêmio de França. A distância dele para o seu compatriota Maverick Viñales, segundo colocado no campeonato é de nada menos que 36 pontos.

A vitória em Le Mans também significou que ele igualou o recorde de 38 vitórias na categoria rainha de Casey Stoner, uma grande conquista para o formiga atômica, mas tem mais na vitória de Marquez do que os 25 pontos que ele ganhou.

O número 93 foi o único piloto do grid a correr com o pneu composto traseiro duro, algo que tentou no warm up da manhã. “O primeiro passo foi na escolha do pneu, eu era o único piloto com o pneu traseiro duro, esta manhã me senti muito bem e isso foi fundamental para a corrida. Consegui manter um ritmo constante“, explicou o estratégico Marquez.

Esse foi seu primeiro “movimento”, em uma corrida onde o atual campeão lembrou a todos que ele tem táticas aliadas à velocidade. Depois de ter sido derrotado por Johann Zarco na curva 3, quase atingindo Andrea Iannone quando o italiano caiu em La Chapelle, Marquez disse a si mesmo para manter a calma e esperar que seus pneus atinjam o melhor temperatura.

Moto GP da França: Márquez cada vez mais estrategista

“Então começamos a corrida, eu sabia que as duas primeiras voltas eu lutaria porque leva tempo para obter a temperatura correta. Então tudo se torna mais difícil, Johann me ultrapassou na terceira curva, eu estava fora do alcance, então ele caiu na curva 5, quase o acertei, dois pilotos me ultrapassaram e depois pensei ok, esfria um pouquinho. “

Marquez admitiu estar a caça de Andrea Dovizioso, antes do italiano cair e ficar fora da liderança. “E então eu estava me esforçando, tentando obter a temperatura correta nos pneus. Estava de olho em Dovi, porque ele teve o melhor ritmo durante todo o fim de semana. Até que ele caiu e a minha visão da corrida mudou um pouco ”, afirmou o piloto da Repsol Honda. “Fiquei mais lento, administrei o tempo, porque vi que a situação do pneu dianteiro era estava crítica”.

A corrida em Le Mans foi outra que, como em Jerez, foi dada de presente a Márquez. Mas para a próxima em Mugello, a pista é muito diferente. Será que ele vai estender sua liderança na Itália? É que o vamos descobrir em 3 de junho.

Informações e imagens: MotoGP

Deixe uma resposta