Em meio a lágrimas de alegria, Rafael Paschoalin cravou na manhã deste domingo (30/06/2019) a bandeira brasileira no topo da montanha de Pikes Peak, no Colorado, Estados Unidos.

O piloto da Yamaha Racing Brasil conquistou o feito de ser o primeiro brasileiro na história a vencer a centenária corrida Pikes Peak International Hill Climb na categoria Middleweight, e sua Yamaha MT-07, a primeira motocicleta fabricada no Brasil a disputá-la e vencê-la.

Pikes Peak 2019: Rafael Paschoalin vence a montanha

Paschoalin, que já havia conquistado a pole position, percorreu os 20 quilômetros e 156 curvas do percurso em 10.43.880 minutos, abrindo uma grande vantagem sobre seus oponentes. Richard Kay, segundo colocado na Middleweight fez o tempo de 11.20.959 minutos, enquanto Jimi Heyder, o terceiro, completou sua subida em 12.58.629 minutos.

Para Rafael Paschoalin, muitos foram os fatores responsáveis por sua vitória. “Este ano cheguei em Pikes Peak mais preparado, tanto no aspecto físico quanto psicológico. Tive a oportunidade de vir para os Estados Unidos algumas semanas antes da corrida para treinar e realizar os acertos finais na minha Yamaha MT-07, que aliás, sempre esteve perfeita. Começamos a desenvolvê-la cedo, após o lançamento de sua nova geração em outubro de 2018, e acertamos em cheio em sua preparação e na estratégia de trazermos uma moto fabricada no Brasil pronta para competir”. E completa: “Estou feliz e realizado com o resultado que conquistamos aqui. Ele é o fruto do trabalho de muita gente. Foram muitas as pessoas que contribuíram no projeto e que gostaria muito que estivessem comigo aqui no topo da montanha, segurando a bandeira no nosso país”.

Pikes Peak 2019 Rafael Paschoalin

Para Helio Ninomiya, gerente executivo de marketing e planejamento de produtos da Yamaha Motor do Brasil, a vitória em Pikes Peak é um acontecimento histórico para a Yamaha e para o motociclismo brasileiro. “Prestes a completar 50 anos de Brasil, essa vitória é o resultado do esforço de todo time Yamaha no Brasil, que tem em seu DNA as competições. A Yamaha foi a primeira a fabricar uma motocicleta no Brasil, e agora fomos os primeiros a vencer essa lendária competição com uma motocicleta também fabricada no Brasil, em nossa unidade de Manaus. Além disso, é mais uma grande conquista de nosso motociclismo, que volta a brilhar no exterior, mostrando que temos grandes talentos. O Rafael Paschoalin foi brilhante, e toda sua competência e esforços pessoais foram recompensados com a conquista do título de Campeão da categoria Middleweight de Pikes Peak 2019”, declarou Ninomiya.

Pikes Peak 2019 Rafael Paschoalin

PIKES PEAK, UMA CORRIDA PARA POUCOS

O que torna a vitória de Paschoalin e sua Yamaha MT07 tão incrível, é o fato de essa competição ser uma das mais difíceis e emblemáticas do motociclismo mundial. Neste ano, Pikes Peak International Hill Climb, como é chamada, completou 97 edições e 103 anos de existência.

Pikes Peak também é peculiar. Trata-se da subida de estrada sinuosa em Colorado Springs (EUA), com nada menos que 156 curvas em um percurso total de 20 km. Sua largada acontece a cerca de 2300 m de altitude e a chegada a mais de 4.500 m, colocando pilotos e máquinas a prova em função do ar rarefeito.

Essa é a quarta participação de Paschoalin em Pikes Peak, sempre disputando a categoria Middleweight. Em 2017, correndo com uma MT-07, ele conquistou a segunda colocação. Em 2018, a bordo de uma MT-09, ele foi o terceiro colocado.

O retorno de Rafael Paschoalin ao Brasil, está previsto paro o dia 4 de julho. Na bagagem, além de sua vitoriosa MT-07, o piloto Yamaha Racing Brasil traz o trofeú de primeiro lugar e o inédito título para o Brasil.

Deixe uma resposta