Rally Dakar: Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin vencem etapa de abertura

/, Notícias/Rally Dakar: Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin vencem etapa de abertura

Rally Dakar: Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin vencem etapa de abertura

2019-01-07T21:54:49+00:00 07 janeiro - 2019|Tags: , , , |

Dupla brasileira começa na frente a disputa da categoria para UTVs a bordo do Can-Am Maverick X3, veículo utilizado por nove entre os 10 competidores mais rápidos da classe

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin são os mais rápidos dos UTVs com o Can-Am Maverick X3 no primeiro dia do Rally Dakar 2019. Crédito: André Chaco/photosdakar.com

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin são os mais rápidos dos UTVs com o Can-Am Maverick X3 no primeiro dia do Rally Dakar 2019. Crédito: André Chaco/photosdakar.com

Pisco (Peru) – A busca pelo bicampeonato da categoria para UTVs no Rally Dakar não poderia ter começado melhor para os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin. A bordo do Can-Am Maverick X3, mesmo modelo utilizado na campanha do título de 2018, a dupla da equipe Monster Energy/Can-Am venceu a primeira etapa da prova, disputada nesta segunda-feira (7) entre as cidades de Lima e Pisco, no Peru. O triunfo foi obtido com uma vantagem de 1min27seg sobre a dupla Francisco Lopez Contardo e Álvaro Quintanilla, de acordo com os resultados extraoficiais. Os representantes do Chile também utilizam o modelo fabricado pela marca canadense, bem como nove entre os 10 primeiros do ranking dos UTVs.

A abertura da 41ª edição do maior rali do mundo contou com 331 quilômetros de desafios – 84 deles de especiais (trechos cronometrados). “Foi uma etapa prazerosa, um começo bem legal de competição”, afirmou o piloto paulista Reinaldo Varela. Para o navegador Gustavo Gugelmin, a etapa de abertura serviu como reconhecimento do terreno arenoso da região. “Apesar de encararmos alguns trechos de rio seco, com muitas pedras, onde tivemos que ter cuidado, foi um percurso gostoso, com uma navegação tranquila”, disse Gugelmin. “O Can-Am Maverick X3 se comportou de forma fabulosa, sem problema algum, e passamos ilesos pela primeira etapa. Agora vamos tentar nos manter entre os primeiros, porque tem muita prova pela frente”, completou o catarinense.

Estreante na competição, outro integrante da chamada “Família da Poeira”, Bruno Varela, que compete ao lado do navegador Maykel Justo defendendo a equipe Varela Rally Team, finalizou a etapa na décima posição. O filho caçula de Reinaldo Varela, assim como o pai, compete a bordo do Can-Am Maverick X3. Mais um destaque brasileiro na categoria para UTVs foi a dupla Cristian Baumgart / Alberto Andreotti, em sétimo lugar da classificação. Nesta terça-feira (8), os competidores irão encarar 553 quilômetros de percurso, sendo 342 de especiais, entre Pisco e San Juan de Marcona.

O roteiro do Rally Dakar, pela primeira vez na história, será disputado integralmente em um único país, o Peru, e apresenta 70% das disputas nas famosas dunas da região. Além de UTVs, a competição possui categorias para motos, carros, quadriciclos e caminhões. Após 10 etapas e 5.600 quilômetros percorridos (sendo 3.096 de especiais), os pilotos encerrarão a disputa na capital peruana Lima no dia 17 de janeiro.

Rally Dakar 2019 – Categoria UTVs (SxS)
Resultados da 1ª etapa (extraoficiais)

1 – #340 – Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin (BRA) – 1:11:13 – Can-Am Maverick X3
2 – #360 – Francisco Contardo / Álvaro Quintanilla (CHI) – 1:12:40 – Can-Am Maverick X3
3 – #358 – Farres Guel / Daniel Carreras (ESP) – 1:13:45 – Can-Am Maverick X3
4 – #361 – Ignácio Casale / Americo Aliaga (CHI) – 1:14:52
5 – #421 – Rodrigo Piazzoli / Jorge Diaz (CHI) – 1:14:57 – Can-Am Maverick X3
6 – #343 – Casey Currie (EUA) / Rafael Córdoba (ESP) – 1:16:08 – Can-Am Maverick X3
7 – #412 – Cristian Baumgart / Alberto Andreotti (BRA) – 1:16:08 – Can-Am Maverick X3
8 – #344 – Sergei Kariakin (RUS) / Anton Vlasiuk (LET) – 1:16:16 – Can-Am Maverick X3
9 – #431 – José Salaverry / Paul Aray (PER) – 1:17:07 – Can-Am Maverick X3
10 – #397 – Bruno Varela / Maykel Justo (BRA) – 1:17:51 – Can-Am Maverick X3

Roteiro do Rally Dakar 2019:

2ª etapa -Terça-feira (8/1)
Pisco/San Juan de Marcona
Quilometragem total – 553 km
Trecho especial (cronometrado) – 342 km

3ª etapa – Quarta-feira (9/1)
San Juan de Marcona/Arequipa
Quilometragem total – 798 km
Trecho especial (cronometrado) – 331 km

4ª etapa – Quinta-feira (10/1)
Arequipa/Tacna (1º TRECHO DA ETAPA MARATONA)
Quilometragem total – 664 km
Trecho Especial (cronometrado) – 405 km

5ª etapa – Sexta-feira (11/1)
Tacna/Arequipa (2º TRECHO DA ETAPA MARATONA)
Quilometragem total – 714 km
Trecho especial (Cronometrado) – 517 km

Descanso – Sábado (12/1)
Arequipa

6ª etapa – Domingo (13/1)
Arequipa/San Juan de Marcona
Quilometragem total – 810 km
Trecho Especial (Cronometrado) – 309 km

7ª etapa – Segunda-feira (14/1)
San Juan de Marcona/San Juan de Marcona
Quilometragem total – 387 km
Trecho especial (cronometrado) – 323 km

8ª etapa – Terça-feira (15/1)
San Juan de Marcona/Pisco
Quilometragem total – 575 km
Trecho especial (cronometrado) – 360 km

9ª etapa – Quarta-feira (16/1)
Pisco/Pisco
Quilometragem total – 409 km
Trecho especial (cronometrado) – 313 km

10ª etapa – Quinta-feira (17/1)
Pisco/Lima
Quilometragem total – 359 km
Trecho especial (cronometrado) -112 km

TOTAL DA PROVA: 5.600 km
TOTAL DE ESPECIAIS: 3.096 km

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de Tudo de Motos. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Tudo de Motos se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixar Um Comentário

%d blogueiros gostam disto: