Brasileiro de Enduro de Regularidade vai ao Espírito Santo

/, Notícias/Brasileiro de Enduro de Regularidade vai ao Espírito Santo

Brasileiro de Enduro de Regularidade vai ao Espírito Santo

Emerson Loth, o Bombadinho, piloto de enduro de regularidade do Team Rinaldi – Foto: Adalto Motoraid
O Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade para motocicletas promete disputas de alto nível técnico neste final de semana. O Enduro da Polenta, na cidade capixaba de Venda Nova do Imigrante, recebe os principais pilotos do país. O Team Rinaldi está confirmado e é destaque nas trilhas, com Emerson Loth “Bombadinho”, representante do Paraná, e os catarinenses Daniel Crema e Guilherme Cascaes.
Na briga direta pelo título da categoria Master, o trio irá utilizar pneus da linha off-road da Rinaldi dos modelos HE 40, RW 33 e SH 31. Bombadinho é o vice-líder da classe com 149 pontos – 16 a menos que o capixaba Jomar Grecco. Daniel Crema aparece em terceiro lugar com 139 pontos, seguido por Guilherme Cascaes (138).
Bombadinho comentou as expectativas para o desafio. “Estou bem preparado e tranquilo, venci a última etapa do Brasileiro, no Rally Transbahia (em abril, na Bahia), e pretendo diminuir ao máximo a vantagem para o líder – ou até ultrapassá-lo na tabela. O Jomar Grecco vai competir em casa, o que não é fácil para mim, mas o enduro de regularidade é uma modalidade onde tudo pode acontecer”, explicou o campeão brasileiro de 2013.
Daniel Crema, piloto de enduro de regularidade do Team Rinaldi – Foto: Adalto Motoraid
Esta será a terceira participação de Daniel Crema no Enduro da Polenta. “O terreno de lá é difícil de andar, com muitas trillhas, subidas e descidas e visuais incríveis. Fiz um bom acerto na moto e melhorei o preparo físico, espero ter um bom resultado para embolar de vez a classificação”, disse o piloto.
Bicampeão nacional, o experiente Cascaes também está na briga. “Vou fazer o melhor para me aproximar ainda mais dos líderes. Venda Nova do Imigrante traz um pouco das características da minha região em Santa Catarina, com bastante mata, trilha de cava e trechos “bate-guidão’, como costumam falar”, concluiu, com bom humor. 
Informações de Mundo Press

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: