Campeão do Moto 1000 GP, francês supera dores da costela fraturada e abre a temporada no topo do pódio do GP Petrobras em Curitiba

MOTO GP 1000: LUSSIANA SUPERA MIGUEL PRAIA E VAI AO TOPO DO PÓDIO NO GP PETROBRAS

O francês Matthieu Lussiana conquistou na tarde deste domingo (3), no Autódromo Internacional de Curitiba, sua sexta vitória na GP 1000, principal categoria do Moto 1000 GP. Dono do título de 2014, o piloto da BMW Motorrad Petronas Racing saiu-se melhor do duelo com o português Miguel Praia foi o primeiro colocado no GP Petrobras, primeira das oito etapas do calendário do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

Praia, piloto da Honda da Center Moto Racing Team, terminou a corrida em segundo. O pódio teve também o argentino Sebastian Porto, companheiro de equipe de Lussiana, em terceiro. Esta foi a segunda vez que a GP 1000 teve pilotos de cinco países nas cinco primeiras posições – o brasileiro Wesley Gutierrez, da Motonil Motors-PDV Brasil, e o italiano Sebastiano Zerbo, da Target Race Superbike Team, ambos de Kawasaki, foram quarto e quinto.

Foi justamente na pista de Curitiba que Lussiana conquistou, em 2012, sua primeira vitória no Moto 1000 GP – foi a corrida que marcou sua estreia na competição. Em 2014, na campanha que lhe rendeu o título do Brasileiro de Motovelocidade, ele conquistou quatro primeiros lugares. Neste domingo ele correu resistindo às dores decorrentes da fratura que sofreu em uma costela oito dias antes, na Holanda, durante o Mundial de Superstock.

GP PETROBRAS – GP 1000 – CURITIBA
(8 primeiros colocados)
1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, GP 1000, 24min42s956
2º) Miguel Praia (POR/Center Moto Racing Team), Honda, GP 1000, a 0s100
3º) Sebastian Porto (ARG/BMW Motorrad Petronas Racing), BMW, GP 1000, a 0s559
4º) Wesley Gutierrez (PR/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, GP 1000, a 2s545
5º) Sebastiano Zerbo (ITA/Target Race Superbike Team), Kawasaki, GP 1000, a 3s270
6º) Danilo Lewis (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, GP 1000, a 8s574
7º) Marco Solorza (ARG/Solorza Competición), Kawasaki, GP 1000, a 25s379
8º) Martin Solorza (ARG/Solorza Competición), Kawasaki, GP 1000, a 25s429

MOTO GP 1000: LUSSIANA SUPERA MIGUEL PRAIA E VAI AO TOPO DO PÓDIO NO GP PETROBRAS

GP 600: ERIC GRANADO ESTREIA COM VITÓRIA E CATEGORIA TEM TRÊS MARCAS NO PÓDIO
Eric Granado estreou com vitória neste domingo (3) na categoria GP 600 do Moto 1000 GP. O piloto paulista de 18 anos, que nesta temporada concilia o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade com a atuação no Europeu de Moto 2, confirmou seu favoritismo e conquistou a primeira posição no GP Petrobras. A primeira das oito corridas do calendário nacional aconteceu no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR).

“A gente ainda tem que acertar alguns detalhes”, falou o vencedor. “Eu não me senti confortável com os pneus novos, a moto tinha uma vibração ruim na frente. “O Moto 1000 GP tem um nível que está crescendo cada vez mais”, observou o paulista, que marcou todos os pontos possíveis – os da vitória, o da pole e o da volta mais rápida da corrida.

Solorza, segundo colocado, também manifestou ter enfrentado uma corrida de dificuldades. “Eu tinha pouca aderência no pneu traseiro, isso não me permitiu manter um ritmo homogêneo durante toda a corrida”, comentou o argentino.

Silva, terceiro colocado, destacou o alto nível que Granado impôs ao GP Petrobras. “O Eric teve um ritmo muito forte. No nós começo até conseguimos acompanhar. Depois a briga era para segurar o segundo lugar, mas o Solorza tinha um ritmo mais rápido”, reconheceu.
GP PETROBRAS – GP 600 – CURITIBA
(8 primeiros colocados)

1º) Eric Granado (SP/GST Honda Mobil Super Moto), Honda, GP 600, 22min22s237
2º) Juan Solorza (ARG/Solorza Competición), Yamaha, GP 600, a 15s021
3º) Joelsu da Silva (PR/Paulinho Superbikes), Kawasaki, GP 600, a 15s747
4º) Ademilson Peixer (PR/RF Racing), Kawasaki, GP 600, a 1min01s860
5º) Alex Pires (RJ/Center Moto Racing Team), Honda, GP 600, a 1min13s423
6º) Sérgio Laurentys (SP/GST Honda Mobil Super Moto), Honda, GP 600, a 1min23s875
7º) Marciano Santin (RS/Santin Racing), Honda, GP 600 Evo, a 1min24s438
8º) Flávio Pavanelli (SP/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, GP 600 Evo, a 1 volta

MOTO GP 1000: LUSSIANA SUPERA MIGUEL PRAIA E VAI AO TOPO DO PÓDIO NO GP PETROBRAS

GP LIGHT: “EM CASA”, RAFA NUNES CONQUISTA PRIMEIRA VITÓRIA DA SUZUKI

Largando da pole position e liderando de ponta a ponta, Rafael Nunes comemorou neste domingo (3), no Autódromo Internacional de Curitiba, sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade da categoria GP Light. O piloto curitibano dominou o GP Petrobras em sua primeira participação pelo Team Suzuki PRT e abriu como líder a disputa pelo título nacional de 2015 do Moto 1000 GP. Foi a primeira vitória da Suzuki na GP Light.

A segunda posição foi do catarinense Jean Vieira, com a Kawasaki da curitibana MS Racing Team. O paulista Ricardo Levy, com a Ducati da DRT, repetiu seu melhor resultado na categoria – o terceiro lugar que havia conquistado na segunda etapa de 2014.

“Foi muito bom. A gente conseguiu largar bem, manteve um bom ritmo de corrida e deu para chegar no fim em primeiro. Esse foi um início de parceria fantástico com a equipe do Pitico”, definiu Nunes, citando o chefe de equipe José Carlos de Moraes, que foi ao pódio do GP Petrobras para receber o troféu destinado à equipe vencedora da equipe. “Ganhar uma corrida em casa, com a torcida aplaudindo na arquibancada, não tem preço”.

GP PETROBRAS – GP LIGHT – CURITIBA
(8 primeiros colocados)
1º) Rafael Nunes (PR/Team Suzuki PRT), Suzuki, 22min33s067
2º) Jean Vieira (SC/MS Racing Team), Kawasaki, a 3s492
3º) Ricardo Levy (SP/DRT), DRT-Ducati, a 10s973
4º) Diogo Ramos (SC/SBK Moto Racing), Kawasaki, a 16s988
5º) Marcelo Dahmer (RS/K Racing), Honda, a 22s286
6º) Henrique Castro (DF/City Service BSB Motor Racing), Kawasaki, a 22s660
7º) Fabiano Hazan (SC/Bruxo Race Team), Kawasaki, a 22s940
8º) Ricardo Negretto (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, a 25s160

MOTO GP 1000: LUSSIANA SUPERA MIGUEL PRAIA E VAI AO TOPO DO PÓDIO NO GP PETROBRAS

GPR 250: TON KAWAKAMI COMEMORA NO GP PETROBRAS A PRIMEIRA VITÓRIA

Uma corrida com mais de 20 trocas de posições na liderança e em que os sete primeiros colocados ocuparam a primeira posição em algum momento. A primeira etapa do Moto 1000 GP em 2015 manteve a principal característica da categoria de formação de pilotos GPR 250. O GP Petrobras, no Autódromo Internacional de Curitiba, marcou a primeira vitória de Ton Kawakami no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade.

Mais rápido nos treinos livres e classificatórios, Kawakami completou na liderança sete das 12 voltas que compuseram a etapa curitibana. Inscrito pela Playstation-PRT, ele dividiu o pódio com o gaúcho Giovandro Tonini, da Santin Racing, e com seu irmão caçula e companheiro de equipe Meikon Kawakami, atual campeão brasileiro – que foi declarado segundo colocado poucas horas depois, diante da desclassificação de Tonini pelos comissários técnicos.

Tonini, que cruzou a linha de chegada na segundo posição, chegou a participar da premiação no pódio. Contudo, perdeu os pontos e o resultado por conta da análise feita pelos comissários técnicos, que apontou irregularidades no combustível de sua moto. O paulista Rafael Traldi, da Motonil Motors-PDV Brasil, que terminou a corrida em quarto, herdou seu terceiro lugar. A segunda etapa do Moto 1000 GP acontecerá em Cascasvel (PR), no dia 31 de maio.

GP PETROBRAS – GPR 250 – CURITIBA
(8 primeiros colocados)
1º) Ton Kawakami (SP/Playstation-PRT), Honda, 20min54s859
2º) Meikon Kawakami (SP/Playstation-PRT), Honda, a 0s121
3º) Rafael Traldi (SP/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 0s909
4º) Guilherme Brito (SP/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a 0s945
5º) Brian David (GO/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a 1s271
6º) José Duarte (CE/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a 1s303
7º) Hebert Pereira (RS/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 19s913
8º) Gustavo Gil (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, a 31s102

Por: Moto 1000 GP – Grelak Comunicação

Deixe uma resposta