Matthieu Lussiana vence e garante o Bicampeonato do Moto 1000 GP
Comemoração de Matthieu Lussiana pelao título antecipado – Rodrigo Ruiz/Grelak Comunicação
Na penúltima etapa do ano da Moto 1000 GP, Matthieu Lussiana alcançou a sua quinta vitória na temporada e garantiu antecipadamente o título da categoria GP 1000, repetindo a conquista do ano passado. O piloto francês da BMW Motorrad Petronas Racing fez a pole e a volta mais rápida no circuito gaúcho e não pode mais ser alcançado por Diego Pierluigi, segundo no campeonato e terceiro nesta prova. Marco Solorza completou o pódio da sétima e penúltima corrida do ano.
Lussiana não fez uma boa largada, caindo para a quarta colocação e ainda viu seu principal concorrente na briga pelo título pular para a terceira colocação. O francês adotou uma postura defensiva, já que precisava apenas do 12º lugar para ser campeão, mas aproveitou o ritmo melhor e chegou à liderança na quinta volta.
Assim que assumiu a ponta, Lussiana disparou na frente, enquanto Pierluigi, da JC Racing Team, disputava a terceira colocação com outros dois argentinos: Martin Solorza e Luciano Ribodino. A briga entre os três durou mais de sete voltas e depois de várias trocas de posições, Pierluigi recebeu a bandeirada primeiro.
“A corrida foi tranquila, administrei para conquistar o título. Usei o que aprendi no ano passado para ser campeão novamente esse ano. Estou muito feliz e ainda não pensei sobre o futuro”, disse o piloto que também conquistou o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade em 2014.
GP SANTA CRUZ DO SUL – RESULTADO FINAL DA GP 1000/GP 1000 Evo
(Classificação final da corrida após 16 voltas – 5 primeiros)
1º) Matthieu Lussiana (FRA/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, GP 1000, com 22min40s331
2º) Marco Solorza (ARG/Kawasaki), Solorza Competicion, GP 1000, a 4s655
3º) Diego Pierluigi (ARG/Kawasaki), JC Racing Team, GP 1000, a 7s268
4º) Martin Solorza (ARG/Kawasaki), Solorza Competicion, GP 1000, a 7s417
5º) Luciano Ribodino (ARG/BMW), BMW Motorrad Petronas Racing, GP 1000, a 7s754

DEMAIS CATEGORIAS:

GP LIGHT 1000 GP
A categoria GP Light do Moto 1000 GP marcou, em Santa Cruz do Sul, a vitória do gaúcho Marcelo Dahmer (K Racing). O catarinense Jean Vieira, da MS Racing, ficou com o segundo lugar, à frente do braziliense Henrique Castro – City Service BSB Motor Racing.
Matthieu Lussiana vence e garante o Bicampeonato do Moto 1000 GP
Comemoração do piloto gaúcho em Santa Cruz do Sul (RS) – Rodrigo Ruiz/Grelak Comunicação
CLASSIFICAÇÃO
A classificação da categoria GP Light após a realização de sete etapas do Moto 1000 GP é esta: 1º) Rafael Nunes, 144 pontos; 2º) Dahmer, 133; 3º) Castro, 109; 4º) Vieira, 88; 5º) Ramos, 64; 6º) Negretto, 40; 7º) Ramalho, 39; 8º) Franco, 37; 9º) Levy e Luiz, 36; 11º) Lins, 33; 12º) Skaff, 30; 13º) Donato, 23; 14º) Pablo Nunes, 22; 15º) Souza, 16; 16º) Paludete, 15; 17º) Campos, 13; 18º) Fonseca, 10; 19º) Filippis e Hazan, 9; 21º) Godoy e Ettinger, 6; 23º) Prata, Rafael e Braun, 5; 26º) Teixeira, 4; 27º) Rocha, 3; 28º) Passos e Guerra, 2; 30º) Thiago, Chin e Calixto.
Considerando o descarte de um resultado conforme o regulamento, a situação da tabela para a decisão na etapa final em Curitiba seria assim:
1º) Rafael Nunes, 134 pontos; 2º) Dahmer, 122; 3º) Castro, 99; 4º) Vieira, 88; 5º) Ramos, 64; 6º) Ramalho, 39; 7º) Franco, 37; 8º) Levy e Luiz, 36; 10º) Lins, 35; 11º) Negretto e Pereira, 32; 13º) Donato, 23; 14º) Pablo Nunes, 22; 15º) Skaff, 17; 16º) Souza, 16; 17º) Paludete, 8; 18º) Fonseca, 7; 19º) Godoy, 6; 20º) Filippis e Prata, 5; 22º) Rafael, 4 23º) Ettinger e Rocha, 3; 25º) Thiago e Chin, 1.
GP 600
Juan Solorza, argentino da Solorza Competicion, conquistou sua primeira vitória na GP 600. O atual campeão da categoria, Maximiliano Gerardo (Carlos Barcelos) ficou em segundo, à frente do gaúcho Pedro Sampaio (Pastorello Estruturas Metálicas.
Matthieu Lussiana vence e garante o Bicampeonato do Moto 1000 GP
O argentino Juan Solorza conquistou sua primeira vitória na GP 600 na temporada –  William Inácio/Grelak Comunicação
CLASSIFICAÇÃO
A classificação da categoria GP 600 após a realização de sete etapas do Moto 1000 GP é esta: 1º) Granado, 161; 2º) Mitiko, 70; 3º) Laurentys, 66; 4º) Solorza, 65; 5º) Bittencourt, 64; 6º) Testa, 62; 7º) Pires e Santin, 55; 9º) Oliveira, 36; 10º) Pavanelli, 34; 11º) Costa, 11; 12º) Dias, 29; 13º) Bortolini e Julio Fortunato, 26; 15º) Gerardo, 22; 16º) Trotta e Luciano, 20; 18º) Sampaio, 16; 19º) Peixer, 13; 20º) Pecoraro e Salom, 13; 22º) Bertagnolli, 10; 23º) Pinto, 9; 24º) Fiorese, Marcos Fortunato e Soder, 8; 27º) Bittar, 5; 28º) Alfonso e Jubram, 3; 30º) Prates, Perenty e Garcia, 2; 33º) Bruniera.
GPR 250
Na GPR 250, Brian David (Estrella Galicia 0, 0 by Alex Barros ) venceu, levando a decisão pelo título da temporada para Curitiba. Ton Kawakami, da Playstation-PRT foi segundo, seguido seu irmão e atual campeão da categoria, Meikon Kawakami.
Matthieu Lussiana vence e garante o Bicampeonato do Moto 1000 GP
Comemoração de Brian David veste domingo (25) em Santa Cruz do Sul –  William Inácio/Grelak Comunicação
CLASSIFICAÇÃO
A classificação da categoria GPR 250 após a realização de sete etapas do Moto 1000 GP é esta: 1º) Ton Kawakami, 144; 2º) David, 139; 3º) Brito, 92; 4º) Duarte, 81; 5º) Traldi, 58; 6º) Meikon Kawakami, 53; 7º) Gonçalves, 34; 8º) Munhoz, 29; 9º) Gil e Ramos, 24; 11º) Aleixo, 20; 12º) Pereira, 19; 13º) Marcucci, 9; 14º) Fernandes e Dalzoto, 8; 16º) Perrucho e Correa, 7; 18º) Esquível, Ribeiro e Yano; 21º) Ribeiro.
Considerando o descarte de um resultado conforme o regulamento, a situação da tabela para a decisão na etapa final em Curitiba seria assim:
1º) David, 139; 2º) Ton Kawakami, 133 pontos; 3º) Brito, 92; 4º) Duarte, 73; 5º) Moreira, 62; 6º) Traldi, 58; 7º) Meikon Kawakami, 53; 8º) Gonçalves, 27; 9º) Munhoz, 21; 10º) Tonini, 20; 11º) Pereira, 19; 12º) Gil, 18; 13º) Ramos, 17; 14º) Aleixo, 11; 15º) Fernandes, 8.
A próxima e última etapa do campeonato está marcada para o dia 29 de novembro, em Curitiba (PR).

Deixe uma resposta