A etapa de Mugello fez a festa dos italianos e Ducateiros na MotoGP da Itália. Festa só não foi completa porque Rossi caiu. Petrucci fez uma corrida perfeita querendo provar seu valor à Ducati.

MotoGP da Itália
MotoGP da Itália no momento da chegada – Foi a primeira vitória do italiano Danilo Petrucci na MotoGP – Foto: Ducati

Foi um encontro clássico no circuito de Mugello para o Grande Prêmio de Itália, com Danilo Petrucci da Ducati, ultrapassando na última volta, o “quase extraterrestre” Marc Marquez (Repsol Honda) e muita pressão em casa para conquistar a sua primeira vitória na MotoGP. Em sua oitava temporada, o italiano que chegou perto de vencer algumas vezes, finalmente ganhou o duelo com Marc Marquez e Andrea Dovizioso, em uma incrível batalha na última volta.

Marc Marquez abocanhou a primeira posição no “hole-shot”, à frente de Cal Crutchlow e Andrea Dovizioso, que saiu de nono para terceiro lugar. Fabio Quartararo teve um começo ruim e caiu muitas posições, enquanto Alex Rins foi perfeito subindo sete posições ainda na primeira volta.

Pouco depois, Rossi se emaranhou com Joan Mir (Suzuki) na Curva 4, correndo pelo cascalho e voltando em último. Algumas voltas depois, mais precisamente na oitava, o veterano italiano caiu, decepcionando sua imensa torcida em casa.

Na última volta, depois de várias trocas de posições, Dovizioso consegue ficar a frente de Marquez na Curva 1, mas erra e deixa a porta aberta para Danilo Petrucci aproveitar, com o devido apoio da torcida italiana.

MotoGP da Itália
Pódio na Itália – Petrucci, Márquez e Dovi

Marquez e Dovizioso tentaram de tudo para chegar em Petrucci e na última curva Marquez colocou o motor da Honda para trabalhar, mas Petrucci conseguiu a sua primeira vitória por apenas  43 milésimos de segundo, à frente do ainda líder do campeonato e de Dovi, seu companheiro de Ducati. Alex Rins ainda chegou em quarto, com Takaaki Nakagami completando os cinco primeiros.

Emocionante Vitória de Dovizioso:

Andrea Dovizioso:
“Eu realmente queria essa vitória e quando percebi que o ritmo na frente não era muito forte e eu era capaz de controlar o meu ritmo no grupo de liderança, eu disse a mim mesmo que era a hora certa de ir em frente. Tentei controlar a corrida permanecendo na liderança para evitar o risco de perder muitas posições na batalha, ditando o ritmo para preservar as energias e os pneus para a corrida final. Eu estava um pouco preocupado com o slipstream quando entramos na última volta, mas consegui  encontrar uma pequena diferença entre Andrea (Dovizioso) e Marc para retomar a liderança, então eu simplesmente dei o máximo que pude até a bandeira quadriculada.Uma boa parte dessa vitória veio graças a Andrea, que me orientou a levar para baixo a asa (da moto) neste inverno e deu tantas dicas preciosas. Agora vamos continuar lutando juntos pelo campeonato “.

Luigi Dall’Igna, gerente geral da Ducati Corse
“Todos nós devemos estar orgulhosos do trabalho feito, porque ganhar três vezes seguidas em Mugello, na frente de tantos fãs da Ducati, é um sonho que se tornou realidade. Danilo foi realmente fenomenal, ele pilotou uma fantástica última volta, com uma incrível passar no início, e estou muito feliz por ele ter vencido a sua primeira vitória em MotoGP na sua corrida em casa.Lamento por Andrea, que não conseguiu passar Márquez para trás antes da bandeira axadrezada, mas também pilotou uma fantástica corrida. um pódio é sempre um ótimo resultado. Quero me parabenizar com os três, porque eles realmente fizeram um show. “

MotoGP da Itália – 10 primeiros:

1. Danilo Petrucci (Ducati)
2. Marc Márquez (Honda ) + 0,043
3. Andrea Dovizioso (Ducati) + 0,338
4. Alex Rins (Suzuki) + 0,535
5. Takaaki Nakagami (LCR Honda) + 6.535
6. Maverick Viñales ( Yamaha) + 7.481
7. Michele Pirro (Ducati) + 13.288
8. Cal Crutchlow (LCR Honda) + 13.937
9. Pol Espargaró (KTM ) + 16.533
10. Fabio Quartararo (Petronas Yamaha) + 17,994

A liderança do campeonato ainda é de Marc Márquez, agora com 115 pontos, contra 103 de Andrea Dovizioso. Alex Rins tem 88, Danilo Petrucci, 82 e Valentino Rossi tem 72 pontos. A próxima corrida está marcada para dia 16 de junho, com a etapa da Catalunha, em Barcelona, na Espanha.

Deixe uma resposta